25 de junho de 2009

1958-2009

Para quem tem mais de 20 anos ele era onipresente. Estava nas telas de cinema, no copo de refrigerante, no videogame. Fez parte da vida de muita gente, mesmo de quem não era seu fã - como eu.

A música pop moderna divide-se entre antes e depois de Michael Jackson. Os clipes superproduzidos de hoje não existiriam sem o músico americano, que trocou os vídeos promocionais por verdadeiros curta-metragens musicais. Os astros da música negra atual nada mais são que uma imitação do Rei do Pop.

Subir o morro Dona Marta, então dominado pelos traficantes, para cantar uma música chamada Eles não se Importam Conosco (They Don’t Care About Us) não é para qualquer um. Muitos podem pensar que foi puro marketing. Mas quem esteve no topo não precisava.

A melhor forma de avaliar o legado de um artista é julgar não os fatos obscuros de sua vida pessoal - nem sempre comprovados -, mas a grandiosidade de sua obra. E nisso Michael Jackson foi incomparável.

2 comentários:

Luck disse...

Perdemos um grande astro mundial. [...]

esperaemdeus disse...

Eu amo esse vídeo.
Já o assisti alumas vezes.
Ele cantava muitíssimo bem quando criança. =)